No Blog da Astra você encontra ótimas Dicas para Decoração, Organização de Casa, Faça Você Mesmo e muito mais | Clique e Saiba Mais!

Você está lendo

Como planejar uma reforma residencial?

No Blog da Astra você encontra ótimas Dicas para Decoração, Organização de Casa, Faça Você Mesmo e muito mais | Clique e Saiba Mais!

Fica a dica

Como planejar uma reforma residencial?

Tempo de Leitura: 5 minutos

Confira algumas dicas de como se preparar para realizar uma reforma em sua casa

Na imagem temos uma obra sendo realizada. Na imagem encontram-se materiais para execução da obra, como uma carriola à esquerda, um balde, uma desempenadeira e uma caixa para massa ao centro, além de três sacos de cimento à direita. Ao fundo é possível ver uma parede de blocos de concreto sem reboco.

Antes de iniciar uma reforma ou qualquer tipo de reparo na casa, é necessário fazer um planejamento para evitar que contratempos surjam posteriormente. Todos nós sabemos que fazer uma reforma gera gastos, estresse e leva tempo, por isso, algo mal planejado pode se tornar um verdadeiro pesadelo.

É importante que a reforma conte com apoio e ajuda de todos os moradores do imóvel. Sabemos que a partir do início de uma obra, até ela ser finalizada, a casa fica bagunçada, com materiais e móveis espelhados por todo canto, não é mesmo?! Por isso, a cooperação é ideal para que o estresse não tome conta do ambiente.

Neste artigo, separamos algumas dicas importantes que podem ajudar na hora de começar a reformular sua residência. Com as dicas abaixo você ganhará tempo e o mais importante, evitará gastos desnecessários. Confira a seguir:

Defina o seu orçamento

O primeiro passo para uma reforma é saber o limite que se tem disponível em seu orçamento. Fazer aquela economia durante o ano pode facilitar na hora de começar a obra.

Outro fator essencial é a pesquisa de preços. Faça comparativos em lojas de materiais de construção, de modo a encontrar itens mais acessíveis e que melhor se adequem à sua realidade. Mesmo que sua reforma seja simples, como a pintura de um cômodo, por exemplo, não deixe de pesquisar os preços em busca do melhor custo-benefício.

Fazer o orçamento com mais de um profissional que irá executar a obra também é importante. Dessa forma, você consegue saber uma média cobrada por eles e decidir aquele que melhor se encaixa dentro do seu orçamento.

Caso o valor esteja próximo do planejado, ou se até mesmo já ultrapassou, tente reduzir algumas despesas e evite gastos supérfluos. Ter os gastos controlados é essencial para que sua obra não se transforme em uma dor de cabeça (também financeiramente).

Uma mão aparece segurando um celular, aberto no aplicativo da calculadora. Há um caderno com um lápis e três moedas em cima e ao fundo, desfocado, um notebook aberto em uma planilha de controle de gastos e um óculos.
Manter o orçamento adequado com sua situação financeira permite que a obra saia do papel com mais tranquilidade. 

Estabeleça um cronograma

Com o orçamento definido, é hora de começar a programar a execução da reforma. Estabeleça os primeiros passos: por onde começar; quais os materiais necessários; qual o cômodo será reformado primeiro e o tempo de duração da obra. Essas são algumas etapas que devem entrar nesse cronograma.

O proprietário deve acompanhar a obra de perto, então estabeleça prazos e metas. Com essas definições, os profissionais contratados conseguem acompanhar o planejamento e o avanço da reforma, sem deixar nenhuma etapa inacabada ou mal feita.

Uma dica que pode facilitar na elaboração dessa etapa é organizar tudo em uma planilha. Desse jeito, ficará mais fácil e acessível a visualização das etapas feitas, dos gastos e do que ainda está por ser feito.

Compra dos materiais

Um dos momentos que deixam as pessoas mais preocupadas na hora da reforma é a compra dos materiais. Como sabemos, itens de construção possuem altos valores agregados, o que pode gerar estresse e preocupações.

Por isso, juntamente com as etapas anteriores, é essencial ir atrás desses produtos com antecedência. Vale lembrar que a qualidade e a quantidade de materiais é muito importante.

Conte sempre com o profissional contratado para ajudar nesta etapa. Isso garantirá mais assertividade e menos exageros.

Lembre-se, itens como revestimentos e pisos devem ser comprados de acordo com a demanda, de modo que não fique sobrando inúmeras caixas. Por isso, faça a medição junto com o profissional contratado para realizar a compra de acordo com a necessidade.

Um homem e uma mulher em uma loja de materiais de construção. Ambos estão consultando uma prancheta que está nas mãos da mulher. Ao lado, vemos diversos tipos de pisos e revestimentos no mostruário da loja.
Realizar a compra dos materiais com consciência permite menos erros e gastos desnecessários.

Priorize a infraestrutura

Quando as pessoas pensam em reforma, vem logo a ideia de repaginar a casa, mudar a pintura ou realizar grandes mudanças estéticas. Porém, não devemos esquecer da infraestrutura, que é o que mantém o bom funcionamento do imóvel.

Pensar na parte elétrica ou hidráulica, antes de qualquer coisa, ajuda a manter a segurança da residência e, principalmente, de seus moradores. Além disso, planejar essa etapa evita gastos em dobro! 

Já imaginou ter que fazer a manutenção de um encanamento após terminar o acabamento de uma parede? Seria terrível, não é mesmo?! O trabalho acabaria sendo maior e todas as etapas estabelecidas anteriormente sairiam do controle.

Por isso, utilizei itens que facilitam a estruturação e manutenção tanto da parte elétrica, quanto hidráulica. Acesse a Loja Virtual da Astra e confira!

Na imagem está uma caixa de luz da Astra na cor amarela e um eletroduto também amarelo com três fios saindo pelo sua ponta.
A parte elétrica é uma das que mais dão trabalho durante uma reforma, por isso, organizá-la primeiro facilitará o andamento do seu projeto.

Tenha paciência

Como citamos, uma obra é algo demorado e que não se resolve do dia pra noite, por isso, ter paciência é algo essencial desde a definição do projeto. 

Durante a reforma, há várias situações inesperadas que podem surgir, como a falta de mão de obra, dificuldade para encontrar alguns itens e até mesmo problemas com a chuva.

Portanto seja paciente, pois um trabalho feito apressadamente tende a ter resultados indesejados e poderá resultar na refação de algumas etapas da obra.

Aproveite o resultado

Mesmo com todas as dificuldades, o final da obra é sempre prazeroso! É neste momento que o resultado desejado se materializa e apresenta as características finais tão desejadas.

Quem não gosta de uma casa com a sua cara, não é mesmo?! Portanto, vale a pena esperar, ter paciência e realizar toda a reforma de maneira correta e seguindo o planejamento.

Na imagem temos um casal sentado. Ao lado direito está um homem branco de camiseta azul e, à esquerda, uma mulher branca de camiseta rosa. Ambos estão imaginando uma casa, provavelmente planejando a residência que desejam construir futuramente. Essa imagem da casa está representada como se fosse uma planta arquitetônica feita à lápis.
Planejar uma reforma em busca da casa dos sonhos é algo que todos desejam, por isso, é imprescindível realizar cada etapa com extrema dedicação e seriedade.

Gostou das nossas dicas sobre como planejar e preparar uma reforma residencial corretamente? Acompanhe o Blog Astra para mais conteúdos como esse.

Confira agora mais três dicas de leitura que poderão te ajudar: saiba quais são as ferramentas necessárias para pequenos reparos, descubra como desentupir encanamentos de forma simples e conheça 4 conceitos de decoração para sua casa.

Seis dicas para a maquiagem perfeita Como usar a decoração com nichos no banheiro