No Blog da Astra você encontra ótimas Dicas para Decoração, Organização de Casa, Faça Você Mesmo e muito mais | Clique e Saiba Mais!

Você está lendo

Como fazer horta em casa e quais são os benefícios?

No Blog da Astra você encontra ótimas Dicas para Decoração, Organização de Casa, Faça Você Mesmo e muito mais | Clique e Saiba Mais!

Fica a dica

Como fazer horta em casa e quais são os benefícios?

Tempo de Leitura: 6 minutos

Apesar de parecer complexo, ter uma horta em casa é fácil, pode trazer benefícios para a sua saúde e bem-estar 

Uma mulher, com cabelo escuro e liso. Ela veste roupa branca, rega plantas caseiras com um borrifador, seguindo o conceito de horta em casa e hortoterapia. O vaso está na mão da mulher e dentro estão pequenas plantas. O fundo aparenta ser uma sacada.

Cultivar plantas é uma prática terapêutica! Além de aumentar a qualidade de vida, também proporciona novos conhecimentos sobre o cultivo de hortaliças, legumes e verduras.

Muitas pessoas se privam dessa atividade por não ter conhecimento de como fazer uma horta em casa. Entretanto, o processo é bem mais descomplicado do que aparenta.

Algumas pessoas acreditam que é necessário muito tempo, espaço e dinheiro, mas estão enganadas! É possível realizar essa prática com investimento pequeno e pouco trabalho.

Que tal conhecer mais sobre a prática da horta em casa?

Benefícios de ter uma horta em casa

O contato com a natureza e o consumo de alimentos orgânicos cultivados em casa são ótimos motivos para iniciar essa atividade conhecida como hortoterapia

A prática proporciona tranquilidade, relaxamento, estimula o corpo e a mente. Não é necessário ter grandes espaços ou fazer grandes gastos para aproveitar esses benefícios. 

Hoje, muitas pessoas fazem isso no próprio lar, seja em uma casa espaçosa ou em um apartamento. A única exigência é aprender a fazer uma horta em casa da maneira correta.

Com as ferramentas certas, materiais ideais e um pouco de cuidado, já é possível adicionar um pouco mais de verde à decoração do seu lar.

Além disso, iniciar o hobby de hortoterapia e ainda ter ingredientes naturais e orgânicos ao alcance das mãos são algumas das vantagens dessa prática.

Como fazer horta em casa?

Fazer uma horta em casa é mais simples do que parece! É possível tê-la em espaços pequenos, como varandas de apartamentos. 

Para aproveitar as paredes vazias, ela também pode ser feita verticalmente. O importante é que qualquer um pode botar a mão na massa.

Embora seja um processo simples, alguns cuidados são necessários. São eles que fazem com que o processo de crescimento das plantas traga satisfação.

A seguir, listamos pontos de atenção para você que tem dúvidas de como fazer uma horta de forma simples e eficaz:

A imagem mostra uma mulher idosa com uma criança, ambos brancos com cabelos loiros, mexendo com potes sobre a mesa e terra para fazer horta em casa. Eles aparentam ser avó e neto e estão rodeados por plantas.
 A prática da hortoterapia é ideal para todas as idades, seja para os avós ou para os netos.

Escolha o local da sua horta

O primeiro ponto a se atentar é onde a sua horta vai ficar. Escolha um ambiente que fique exposto ao sol, preferencialmente de 5 a 6 horas ao dia. Também considere se ele tem fácil acesso e está protegido de ventos fortes.

Caso o espaço seja aberto, instale telas de sombreamento (sombrites) para evitar o sol em excesso. Também é possível cultivar plantas de espécies maiores para servir de barreiras para as menores.

Em caso de canteiros, dê preferência ao sol poente — aquele do finalzinho de tarde —, para que as plantas aproveitem melhor a luz solar. Para otimizar a luz natural, a dica é direcioná-las no sentido Norte-Sul. 

Onde começar o plantio

• Jardim

Se você tem um quintal grande, é possível montar um jardim com diversas espécies de plantas juntas. Porém, lembre-se que é importante dar o espaço necessário a cada uma delas. 

Fique atento também no desenvolvimento delas, pois algumas espécies podem sugar os nutrientes das raízes de outras plantas.

os temperos são ótimos vizinhos! Alguns até ajudam na fertilização do solo, só é preciso se atentar para juntar plantas com cultivo semelhante. 

O alecrim, a sálvia e o tomilho são plantas mediterrâneas que adoram solo arenoso e bem drenado. Elas também não precisam de tanta água, e juntas proporcionam um delicioso aroma. Fica a dica!

No caso de espécies mais nocivas, é interessante reservar um local à parte para elas. Você pode fazer um espaço com pedras ou colocá-las em canteiros separados.

• Horta em vasos

Essa opção é interessante para quem tem pouco espaço em casa ou no apartamento, mas deseja pôr em prática a hortoterapia. 

Primeiramente, é importante ter em mente que a planta vai crescer e pode ser necessário fazer a substituição por um vaso maior. 

Se você for cultivar as plantas e temperos em vasos pequenos, deverá ter atenção redobrada em dias de chuva ou de vento forte. Como são mais leves, é possível que sejam derrubados. 

• Horta vertical

Cada vez mais popular, a horta vertical ocupa pouco espaço e agrega um charme especial na decoração.

Vasos pequenos são os mais recomendados para não exceder o peso dos suportes utilizados. 

Quanto mais, melhor! Assim é possível plantar temperos e outras plantas, como flores, deixando o plantio mais diverso.

Algumas marcas no mercado, como a Japi, oferecem opções para quem pretende fazer horta vertical, sem deixar o estilo e a decoração de lado.

 Diversos vasos pequenos com plantas e temperos estão em um pallet e parecem uma horta vertical.
Quer ter uma horta em casa, mas tem pouco espaço? Pode apostar na vertical!
(Foto: Reprodução/Pinterest/Vem que te conto)

• Garrafa PET

Para quem gosta de opções mais sustentáveis, o vaso feito a partir de garrafa PET é uma excelente alternativa.

Após o uso, só é preciso lavar bem a embalagem e fazer alguns furos no fundo. Essa etapa é fundamental para escoar a água não absorvida pela planta e mantê-la viva. 

Uma opção prática e de baixo custo, não é mesmo?

Preparando o solo

A preparação do solo é outro fator indispensável para quem está aprendendo como fazer uma horta. Ele precisa ser rico em nutrientes  para que sua planta cresça saudável.

Mãos com luvas plásticas pretas, segurando um punhado de terra, entre dois sacos, um com terra e outro com cascalho, sobre uma mesa de madeira. Também estão à mesa pequenos vasos vazios ou com pequenas plantas.
A preparação e manutenção do solo são fatores indispensáveis para o crescimento saudável das plantas.

Adubação e nutrientes

Para o plantio em vasos, é necessário o preparo com adubação correta, esse tipo é conhecido como substrato

Além da nutrição prévia, outro cuidado importante é com a irrigação. O solo deve se manter úmido, mas não em excesso, para que não se proliferem fungos e bactérias prejudiciais.

Já para a manutenção do solo, adubá-lo é uma tarefa imprescindível. Você pode utilizar adubos feitos de lixo orgânico, como casca de ovos e borra de café. Com a prática, é possível aprender a usar vários compostos orgânicos como adubo.

Dependendo da cultura de cultivo, pode ser necessário adubar a terra de forma sistêmica, como o uso do “Bokashi”, por exemplo, que é rico em nutrientes e é feito de forma totalmente orgânica.

Compostagem doméstica

Outra alternativa é criar a sua própria composteira doméstica. Esse processo transforma o lixo orgânico de sua residência em um adubo rico em nutrientes. 

Além disso, a técnica é muito sustentável e permite o descarte de resíduos orgânicos de maneira mais ecológica. Assim, é possível reduzir os impactos no meio ambiente e até mesmo gerar economia financeira.

Plantio e cuidados específicos

Esse é o momento de escolher o que quer cultivar. Lembre-se que espécies diferentes exigem cuidados diferentes, tá bom? 

Vários alimentos típicos brasileiros estão na lista de fácil cultivo. A salsa, o alface, a couve, a cebolinha, o manjericão e o alho são ótimos exemplos disso. Para eles basta oferecer o básico: água, luz e um solo saudável. 

Uma alternativa interessante é utilizar mudas e, depois que as folhas se desenvolverem, fazer o transplante para o solo ou um vaso maior.

Esse processo favorece o aproveitamento das sementes e fortalece o desenvolvimento conforme o esperado.

O espaço necessário, irrigação e iluminação são fatores que podem variar de uma espécie para outra. Mas o cuidado essencial está no nível de umidade do solo!

Ele pode ser feito com controle de cobertura seca — utilizando cascalhos, pedras ou até cascas de ovo — e diferentes sistemas de irrigação, como gotejamento, por exemplo.

A Astra possui uma linha de produtos para jardinagem que auxiliam na manutenção da sua horta. 

São diferentes modelos de regadores com e sem crivo. Para quem tem um maior espaço de cultivo, também estão disponíveis em nossa loja mangueiras e suportes.

 Um vaso de flores dentro de um suporte de bambu envernizado, pendurado em uma parede bege, sendo regado com um regador azul. Segurando ele se vê apenas um braço.
É preciso manter suas plantas com solo úmido, porém, sempre atentando para que as raízes não fiquem encharcadas.

Controle de pragas

O controle e prevenção de pragas também é um ponto importante. Se você for esperar o problema acontecer para tratar, pode ser tarde demais, viu? 

Mesmo em pequenas hortas, isso pode acontecer. Porém, por ser em menor proporção, o controle é mais fácil. 

As pragas mais comuns e que devemos ficar de olho são as lagartas, lesmas e pulgões. É preciso se atentar aos produtos usados nesse controle, pois agrotóxicos industrializados podem prejudicar tanto sua horta quanto sua saúde. 

Um bom inseticida natural é o óleo de Neem (conhecido como Nim), que combate os insetos ainda em sua fase larval. Existem também diversas receitas naturais muito eficazes e menos prejudiciais à sua saúde e da sua horta.

Com cuidado e dedicação, é possível aprender como fazer uma horta você mesmo, no conforto do seu lar. 

Os benefícios são muitos, além do bem-estar proporcionado pela hortoterapia. Assim, ficamos em contato com a natureza, mesmo na correria do dia a dia. 

Ah, não podemos esquecer que essa técnica também é uma opção mais saudável que pode ser acrescentada ao cardápio. O melhor de tudo é que você produz seus alimentos em casa.

Gostou das nossas dicas? Confira também em nosso blog quais são as flores ideais para cada cômodo da casa!


Seis dicas para a maquiagem perfeita Como usar a decoração com nichos no banheiro