No Blog da Astra você encontra ótimas Dicas para Decoração, Organização de Casa, Faça Você Mesmo e muito mais | Clique e Saiba Mais!

Você está lendo

Ferramentas necessárias para pequenos reparos

No Blog da Astra você encontra ótimas Dicas para Decoração, Organização de Casa, Faça Você Mesmo e muito mais | Clique e Saiba Mais!

Fica a dica

Ferramentas necessárias para pequenos reparos

Tempo de Leitura: 5 minutos

Saiba quais peças são essenciais ao montar um kit básico para uso no dia a dia

Na imagem, sobre um fundo branco, um martelo com cabo vermelho, um jogo com seis chaves combinadas, uma trena semi aberta, um serrote, um capacete amarelo e um tubo de cola verde com ponta vermelha.

Reparos e manutenções no lar são tarefas de rotina e necessárias. Para manter o ambiente agradável e funcional é necessário resolver os pequenos problemas com eficiência e agilidade. Por esse motivo, para não ser pego de surpresa, é bom sempre manter um kit de ferramentas a postos para solucionar qualquer emergência. 

É importante saber que não é preciso grandes conhecimentos e práticas com alguns acessórios ou ferramentas. Você mesmo pode fazer pequenos reparos em casa, sem muito esforço ou gastos, porém é preciso tomar muito cuidado e ter atenção ao manusear os mesmos.

A seguir, você confere um artigo com algumas ferramentas essenciais e também suas funcionalidades nas adversidades do dia a dia.

 1 – Kit de chaves:

Sendo uma das ferramentas mais usadas em pequenos reparos, as chaves têm diversos tamanhos e modelos. Optar por kits garante que você terá sempre a mão o que precisar, mas alguns modelos avulsos já vão colaborar muito. Confira abaixo alguns deles:

Embalagem de jogo de chaves de fenda da JAPI, todas as 10 ferramentas num tom de verde limão, igualmente ao fundo da embalagem.
Existem diversos tipos de chaves, mas alguns modelos são essenciais para se ter em um kit útil em qualquer situação.

Chave de fenda

Muito utilizada para montar móveis, a chave de fenda serve, principalmente, para apertar ou afrouxar parafusos. Também pode ser encontrada em diversos formatos e tamanhos. Opte por um kit com poucas peças, caso não queira iniciar com uma grande variabilidade.

Chave inglesa

Com abertura regulável, esse modelo pode ser usado em diferentes reparos domésticos, sendo mais comum junto a objetos que contenham parafusos ou porcas. Um exemplo prático de sua função é a troca de válvula de descarga, onde será aplicado o torque girando.

Chave de teste (elétrico)

Muito semelhante à chave de fenda, este modelo possui o diferencial de ser usado para verificar se há corrente elétrica passando pelos fios e tomadas. Quando isso ocorre, uma luz, que fica no interior de seu cabo, se acende, evitando acidentes domésticos. A chave de teste é muito útil durante a manutenção no chuveiro, por exemplo. 

Chave combinada

Esse modelo possui duas extremidades, uma com boca fixa e a outra com uma boca estrela. Ela é muito necessária para resolver problemas em objetos do cotidiano, ou até mesmo em veículos, principalmente relacionados a instalações hidráulicas e automotivas. Por isso, o ideal é sempre ter uma no carro.

Chave de grifo

Conhecida também como chave de cano, ela é muito usada em questões  hidráulicas, como na hora de trocar um sifão ou até mesmo rosquear e apertar conexões e tubulações, por exemplo. Para essa, dê preferência por peças com estruturas de aço e mordentes reforçados, pois favorecem o ajuste e sofrem  menos desgastes. 

2 – Alicate

O alicate é uma ferramenta muito versátil, pois  serve para apertar, puxar, torcer, dobrar, cortar, desencapar fios, entre outras funções. Como os demais itens de reparos, pode ser encontrado em diversas versões, sendo assim, o ideal para iniciar um kit básico de ferramentas é optar pelo universal. 

3 – Martelo

Nunca achamos que vai ser necessário, até precisarmos e não termos um disponível. O martelo é um item indispensável para ajudar em diversas tarefas do dia a dia. Ele pode ser usado para montar móveis, pendurar quadros, retirar pregos etc. O importante é saber que quanto mais pesado for o martelo, menos força será necessária na utilização. Verifique o modelo ideal para você!

Um par de mãos brancas, segurando um martelo de cabo verde e preto, pregando um prego num pedaço de madeira.
Nunca se sabe quando um martelo será necessário, por isso, é bom sempre ter um disponível.

4 – Trena

Sempre que for necessário mensurar dimensões de móveis ou ambientes, a trena é indispensável. Seus modelos retráteis e com travas são práticos e tomam pouco espaço em gavetas ou caixas de ferramentas. Ela pode ser usada em diversas tarefas, como calcular metragem e a quantidade de tinta para pintar um ambiente, aplicar pisos, revestimentos ou  papéis de parede necessários para uma reforma.

5 – Nível

Na hora de instalar prateleiras, quadros e estantes, o nível é de extrema importância. É ele que irá ajudar a garantir o alinhamento perfeito paralelo ao chão. A peça também pode, por exemplo, auxiliar no posicionamento de eletrodomésticos – como máquinas de lavar – ou até tanques, para garantir o caimento correto da água. Então não deixe de incluí-la na sua lista de ferramentas básicas, pois sem um nível, você pode ter as melhores ferramentas, mas a execução pode ser falha. Fica a dica!

Na imagem fundo de madeira e sobre ele uma trena verde florescente da JAPi, um martelo com cabo de mesma cor, um lápis, um alicate de cabo vermelho e algumas porcas  de diferentes tamanhos espalhadas.
 É o nível que garante a instalação de quadros e prateleiras com um alinhamento perfeito.

6 – Furadeira/parafusadeira  

Hoje, esses itens são encontrados em um só produto. Talvez você ache que uma parafusadeira/furadeira não seja necessária em um kit básico, porém, uma atividade como trocar uma dobradiça que demoraria por volta de 5 minutos, pode ser resolvida em poucos segundos.

Os modelos disponíveis variam bastante. É possível escolher a ideal de acordo com sua necessidade e perfil de usabilidade. Também existem versões portáteis, com  bateria recarregável ou ligados diretamente à energia elétrica. A vantagem do primeiro modelo está na possibilidade de se deslocar pelo ambiente sem a preocupação com tomadas e extensões. 

Outros acessórios

Além dessas ferramentas básicas, é sempre bom ter alguns acessórios essenciais para ajudar na manutenção, como pregos, parafusos, buchas de diversos tamanhos, fita isolante, fita veda rosca, tesoura, cola de madeira, estilete etc.

Mãos à obra:

Agora que você já tem seu kit básico completo, que tal algumas dicas de como colocar a mão na massa e começar a realizar alguns pequenos reparos?

Problemas hidráulicos

A conta de água aumentou sem nenhum motivo aparente? É hora de verificar a parte hidráulica, mas antes, é importante fechar a válvula de água do local, e depois identificar o vazamento. 

Normalmente, os problemas são causados por  vazamentos em válvulas de descarga e nas “borrachinhas” de torneira, que podem ser trocadas de forma rápida com o auxílio de uma chave de grifo e fita veda rosca, em alguns casos. Para vazamentos de água ou até entupimentos, os sifões devem ser lavados ou trocados. Qualquer dúvida, consulte também um profissional especializado. 

Na imagem, uma mão branca segurando um sifão sanfonado cromado, que está fixado à parede e a uma cuba embutida com a bacia na cor dourada.
 Diversos problemas hidráulicos podem ser resolvidos facilmente com as ferramentas ideias.

Problemas elétricos

Para reparos elétricos, é importante ressaltar que devemos nos ater aos problemas básicos. Para situações mais delicadas, contate sempre um profissional qualificado! Mas mesmo nas atividades mais simples, como trocar uma lâmpada, lembre-se de desligar os disjuntores da casa, e certificar-se que nenhuma corrente elétrica esteja ativa com a chave de teste. 

Instalações em paredes

Para realizar perfurações nas paredes, antes, é preciso fazer toda a medição, para que não sejam feitos furos desnecessários. Posicione o nível sobre a prateleira ou quadro a ser instalado, e verifique se o mesmo está paralelo ao chão antes de fazer a marcação. 

Se a peça for pesada, utilize buchas. Com a broca correta na furadeira, comece o procedimento com cuidado. É importante se atentar ao local, para não perfurar tubulações de água ou fiações elétricas. Fique atento!


Esses são alguns dos itens importantes para se ter em casa e te ajudar a realizar manutenções básicas do dia a dia. Além dessas formas de utilizar, existem outras diversas atividades não listadas que podem exigir o uso do seu kit básico de ferramentas.

Gostou desse artigo? Confira também no  Blog Astra, um texto sobre como instalar tomadas de forma simples e segura, e faça parte da nossa newsletter para conferir mais artigos como esse. 

Seis dicas para a maquiagem perfeita Como usar a decoração com nichos no banheiro