No Blog da Astra você encontra ótimas Dicas para Decoração, Organização de Casa, Faça Você Mesmo e muito mais | Clique e Saiba Mais!

Você está lendo

Como cuidar de um gato? Seis dicas para tratar dos bichanos

No Blog da Astra você encontra ótimas Dicas para Decoração, Organização de Casa, Faça Você Mesmo e muito mais | Clique e Saiba Mais!

Fica a dica

Como cuidar de um gato? Seis dicas para tratar dos bichanos

Tempo de Leitura: 7 minutos

Com alguns cuidados essenciais e dicas para o dia a dia, você garante bem-estar e uma melhor saúde ao seu pet

Duas mãos fazendo carinho em um gato rajado de olhos fechados. A imagem representa como cuidar de um gato.

Os gatos domésticos são uma das espécies mais amadas do mundo, não é mesmo? Embora muitas pessoas tenham esse bichano em casa, não são poucas as que ficam em dúvida sobre os cuidados com os felinos.

Se você ainda não tem certeza de como cuidar de um gato da melhor maneira, não precisa se preocupar. Separamos tudo o que você precisa saber para proporcionar o bem-estar do seu pet. Confira a seguir! 

1. Adaptação do lar

Providenciar os itens básicos e preparar a casa é o primeiro passo para quem pretende adotar um felino.

Gatos são animais exigentes e falhar nesse ponto pode ser prejudicial para a adaptação deles em sua casa.

O ideal é preparar os itens essenciais assim que o felino chegar. Lembre-se de comprar comedouros, bebedouros, caixa de areia, cama ou casinha, ração adequada e a areia desejada.

Também é importante instalar redes de proteção nas janelas e sacadas. Apesar de serem hábeis, gatos também podem sofrer acidentes, causando ferimentos graves ou até a morte. 

Além disso, também é interessante colocar redes de proteção nos portões e telas antifuga nos muros. Embora alguns gostem de passear pela vizinhança, essas saídas são perigosas.

Os felinos podem contrair doenças nas ruas, ser atacados por cães, atropelados ou maltratados. Então, todo cuidado é bem-vindo! 

2. Alimentação

É extremamente importante avaliar a melhor ração para seu bichano para garantir a saúde deles. Ela deve ser de boa qualidade, com ingredientes naturais e sem corante.

Para escolher a ideal para cada gato, você deve avaliar qual é a recomendada para a idade do bichano, o peso, porte e a raça dele. Também é fundamental avaliar se a ração é recomendada para animais castrados ou não.

Você também deve ter cuidado com o armazenamento da ração para manter a qualidade dela. Se armazenada em compartimentos abertos, ela pode perder a crocância. Por isso, a dica é guardá-la em potes com tampa.

Além disso, a ração não deve ficar por muito tempo no comedouro para não perder a crocância. Dessa forma, é recomendado que sejam servidas pequenas porções ao decorrer do dia, conforme a recomendação da embalagem ou do veterinário. Ah, uma dica é medir as proporções com o auxílio de uma pá dosadora. 

Uma criança branca e loira, deitada de bruços com as mãos no rosto. Ao seu lado um gato laranja se alimentando em um comedouro/bebedouro azul. Ao fundo uma sala de estar desfocada.
Coloque pequenas porções de ração ao longo do dia, para que ela se mantenha sempre crocante.

Se você deseja mudar o tipo de ração por outra marca, ou para adequá-la às necessidades do seu pet, é preciso fazer essa troca gradativamente. A dica é ir colocando pequenas porções a cada dia da nova ração até a substituição total do alimento.

Também é recomendado utilizar um comedouro para gatos que seja mais raso ou côncavo, pois facilita a ingestão do alimento. Esses formatos evitam que o gato pressione os bigodes no recipiente para alcançar os alimentos. Isso reduz o estresse do animal e melhora a saúde dele.

Para ajudar nessa tarefa, na Astra temos vários modelos de comedouro para gatos. Em nossa loja virtual você encontra modelos duplos, de altura elevada e com o sistema anti-formiga. Todos os destinados para gatos possuem fundo raso, côncavo e sem quinas internas.

3. Hidratação

Os gatos não gostam de água parada, por isso costumam não se hidratar muito. Então, para a água ficar sempre fresca para o bichano, você deve trocar a água durante o dia. 

Também é preciso manter o bebedouro longe do sol e em um lugar de fácil acesso ao bichano. Cuidar de gatos envolve entender seus gostos! 

Para facilitar o seu dia a dia, existem fontes específicas para gatos disponíveis no mercado. Elas são uma ótima alternativa para manter a água do felino sempre fresquinha. 

Outra dica importante é colocar os potinhos de água e de ração longe um do outro. Gatos não costumam se alimentar no mesmo local que bebem água, sabia?

Gato rajado se hidratando em uma torneira, com um fundo desfocado.
Gatos não gostam de água parada, por isso é preciso trocá-la várias vezes ao dia.
(Foto: Reprodução/Pinterest/Puromenu)

4. Higiene

Cuidar bem de um gato também envolve a limpeza de suas necessidades fisiológicas. Por isso, a caixa de areia é um ponto importantíssimo e indispensável, viu?

Existem diversos tipos de areia para gatos no mercado. Listamos as principais a seguir:

Areia sílica

Feita de um material especial de alta absorção, ela também neutraliza muito bem os odores das fezes

Apesar de não ser tão barata, ela apresenta um ótimo custo-benefício. Por ser muito absorvente, não precisa ser trocada com tanta frequência.

Ela é branca e vem em formato de esfera ou flocos. Alguns modelos mudam de cor para indicar a hora da troca.

Granulado higiênico

É feito de material biodegradável, como madeira de reflorestamento ou cereais, que pode ser descartado no vaso sanitário.

O descarte deve ser feito em pequenas quantidades, apenas com os resíduos de urina ou fezes. Por isso, você não precisa fazer a  troca integral do material, o que traz praticidade, economia e evita o entupimento do vaso sanitário. Fica a dica!

Alguns ainda formam “bolinhas” de fezes, devido a elementos aglutinadores, que facilitam a limpeza. Porém, essas não são recomendadas para animais com problemas respiratórios.

Areia higiênica comum

Esse é o modelo mais tradicional e seus ingredientes são variados. Como não são biodegradáveis, não é possível descartar esse tipo de areia no vaso sanitário. 

Ela precisa ser trocada com frequência, pois não retém bem os odores. Por esse motivo, esse modelo é mais recomendado para quem deixa a caixa em espaços abertos, com boa ventilação.

Caixa de areia

Para escolher a caixa de areia, não tem muito segredo. Basta comprar o modelo e a cor que são mais a sua cara, ou a do seu gato. 

Em nossa loja virtual, temos alguns modelos de caixas de areia e pá higiênica. Com elas, fica fácil cuidar da higiene do seu gato todos os dias. 

Uma caixa de areia vermelha. Dentro dela, uma pá higiênica da mesma cor e areia comum. Estão sobre um chão em uma parte com ladrilho preto e outra parte laranja. Esta última parte tem marcas de patas de gato feitas de areia.
A caixa de areia é um item indispensável para cuidar de um gato.

5. Saúde e acompanhamento veterinário

Mesmo que seu gatinho esteja com a aparência saudável, é importante levá-lo ao veterinário anualmente para checar seu estado de saúde. 

Fazer essa visita frequente pode evitar complicações futuras. Então, acrescente essa tarefa à sua lista de cuidados!

Vacinas

É preciso prestar muita atenção ao calendário de vacina dos bichanos, viu? Aos 60 dias de vida, os anticorpos passados da mãe para o filhote durante a amamentação diminuem, então é recomendada a aplicação da primeira dose.

Com até 16 semanas de vida, seu gato já deve ter tomado todas as doses da Quádrupla Felina. Já a vacina antirrábica é indicada a partir do quarto mês.

Vermífugos e antipulgas também são indispensáveis. Em filhotes, a indicação é aplicar a primeira dose com 30 dias e as duas seguintes a cada 15 dias. Entre o terceiro e o sexto mês, esse intervalo aumenta para 30 dias.

Depois disso, esses medicamentos devem ser aplicados a cada seis meses em gatos que vivem exclusivamente em casa. Porém, os bichanos que passeiam pela rua devem ser medicados com vermífugos e antipulgas de três em três meses. 

Uma criança branca e loira, e uma veterinária de jaleco, também branca e loira, examinando um gato rajado de três cores, sobre uma maca. Elas parecem felizes. Estão em um consultório veterinário.
Leve seu gato em visitas periódicas ao veterinário para evitar problemas futuros. 

Pelos e unhas

Gatos já fazem sua própria higiene, mas nesse processo acabam ingerindo muito pelo. A escovação diária vai diminuir o problema de bolas de pelo. Além disso, essa prática deixa o animal mais bonito e saudável.

Então, escove seu felino frequentemente! No mercado, existem vários tipos de escovas e até luvas com cerdas para ajudar nesse processo. Na Linha Astra Pet você também encontra alguns modelos. Aproveite esse momento de interação e cuidado com seu gato, que vai amar o carinho!

Você também deve ter cuidado com as unhas do seu gato. Elas devem ser apenas aparadas e você pode fazer isso com a ajuda de tesouras especiais encontradas em pet shops. 

Afiar a unha é uma atividade prazerosa para os bichanos. Então, se você quer preservar seus móveis, é bom ter um arranhador próprio para eles. 

Castração 

Castrar é uma ação essencial para a saúde e bem-estar dos gatos. Além de prevenir ninhadas indesejadas, a castração também torna os animais mais caseiros. Isso ajuda a evitar brigas por territórios com gatos da região, doenças, envenenamentos, acidentes e maus-tratos.

Os filhotes costumam ter seu primeiro cio entre 8 e 10 meses e as fêmeas podem gerar até 12 filhotes por ano. Para evitar problemas, é recomendado que o procedimento seja realizado entre os 6 e 8 meses de vida do felino. 

6. Distração

Brincar também é cuidar! Alguns gatos são muito brincalhões, outros nem tanto, mas geralmente os filhotes são muito agitados e precisam gastar bastante energia.  

A maioria dos gatos gosta de fitinhas, bolinhas de papel e caixas de papelão. Pensando nisso, o mercado pet oferece diversas opções específicas para os felinos. Você pode escolher a que desejar, o importante é manter o seu animal sempre ativo para prevenir a obesidade. 

É bom ficar atento a alguns objetos inapropriados, como novelos de lã. Apesar de já terem sido considerados adequados, hoje não são mais uma opção e podem até ser perigosos, sabia? Os gatos podem engolir e ter sérios problemas de saúde, então fique atento!

Brinquedos

A varinha para gatos é um brinquedo interessante para estimular o instinto do bichano.

Também existem bolinhas com guizos. Com elas, o gato se mantém em movimento enquanto empurra a bola para ouvir o barulho.

Arranhadores

Os arranhadores fazem bastante sucesso entre os amantes de gatos. Além de proporcionar distração, eles servem para o bichinho afiar as unhas e evitar que danifiquem sofás ou outros móveis e objetos da casa.

Playground para gatos

O playground para gatos é uma ótima opção para otimizar o espaço e adaptar a decoração da casa à distração felina.

Como é basicamente uma casa suspensa exclusiva para os gatos, a estrutura pode ser comprada ou feita por você mesmo, com prateleiras e nichos. Basta usar a imaginação e instalá-la em um cômodo onde o gato costuma frequentar bastante.

Gato branco e cinza em um playground felino feito em uma parede branca. O animal está em cima da quarta caixa de cima para baixo. Há escadas de madeira com três degraus aparentes.
Playgrounds são uma ótima opção de diversão felina adaptável ao seu lar.
(Foto: Reprodução/Pinterest/ Decor Fácil)

Como cuidar de um gato pode ser trabalhoso, não é mesmo? Ter um bichano em casa pode até não ser tão fácil, mas o trabalho é recompensador. Pets são ótimas companhias e trazem mais vida ao lar, proporcionando alegria e diversão.

Se você também ama cachorros e gosta de passear com eles, confira nossas dicas para escolher a melhor coleira para eles!

Seis dicas para a maquiagem perfeita Como usar a decoração com nichos no banheiro